Pós Graduação Stricto Sensu UFABC (Mestrado)

Exigências

O ingresso no Mestrado Acadêmico “Stricto Sensu”, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais, da Universidade Federal do ABC é realizado anualmente por meio de um processo seletivo, que conta com análise de currículo, prova escrita, avaliação do anteprojeto de pesquisa, entrevista e análise do histórico da graduação.

Para participar, o candidato precisará comprovar, na ocasião da solicitação de inscrição, a conclusão de curso superior de graduação, reconhecido pelo MEC, em qualquer área de conhecimento ou declaração de que concluirá a graduação até a data de matrícula no Programa.

Processo Seletivo

O programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais, da Universidade Federal do ABC, conta com três linhas de pesquisa, da qual o candidato ao processo seletivo, deverá eleger uma linha para participar da prova escrita e submeter à avaliação os documentos previamente solicitados em edital, como o currículo Lattes e o anteprojeto de pesquisa de mestrado:

São elas:

Linha 1. Estado, Políticas Públicas e Sociedade Civil.

Linha 2. Economia, Desenvolvimento e Sociedade.

Linha 3. Cultura, Comunicação e Dinâmica Social.

A seleção dos candidatos é realizada a partir da análise de currículo, prova escrita, avaliação do anteprojeto de pesquisa, entrevista e análise do histórico da graduação.

Em 2016, o processo seletivo, com ingresso em 2017, ofertará até 20 (vinte) vagas para a concorrência geral e 06 (seis) vagas para os candidatos inscritos no programa de ações afirmativas, autodeclarados negros/as ou indígenas.

O calendário resumido para a seleção de 2016 é:

Prazo de inscrição:  04/08 a 02/09/2016
Divulgação das inscrições homologadas: 12/09/2016
Divulgação da avaliação dos anteprojetos aprovados: 15/10/2016
Prova específica para os selecionados: 23/10/2016
Divulgação do resultado da prova específica: 17/11/2016
Realização das Entrevistas: 21 a 25/11/2016
Divulgação do resultado: 28/11/2016

As provas referentes a cada Linha de Pesquisa apresentam bibliografias específicas. Confira:

LINHA 1

1. A Política Pública como Campo Multidisciplinar. Eduardo Marques, Carlos Aurélio Pimenta de Faria. (Orgs.) São Paulo: Editora Unesp. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2013.
2. Cidadania no Brasil – O longo caminho. José Murilo de Carvalho. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2002.
3. Estado, governo, sociedade – para uma teoria geral da política. Norberto Bobbio. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra. 2007
4.  Boaventura Dos Santos & Leonardo Avritzer (Orgs.). Democratizar a Democracia, Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2002
5. Giorgio Agambem, Estado de Exceção. São Paulo: Boitempo Editoria. 2007.

LINHA 2

1- Furtado, Celso. Introdução ao Desenvolvimento. Enfoque histórico-estrutural. São Paulo: Paz e Terra. 2000.
2- Pelaez, Victor. Economia da inovação tecnológica. São Paulo: Hucitec. 2006.
3- Prado, Eleutério – Desmedida do Valor: crítica da pós grande indústria. Xamã. 2005.
4- Robinson, Joan. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 1979.
5- Williams, Eric. Capitalismo e escravidão. São Paulo: Companhia das Letras. 2012.

LINHA 3

1- CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. A era da informação: economia, sociedade e cultura. V 1. Paz e Terra, São Paulo, 1999.
2- ELIAS, Norbert. O processo civilizador: Volume 1 – Uma história dos costumes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.
3- FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. São Paulo: Paz e Terra, 2014.
4- GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.
5- MARTIN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006

Edital do Processo Seletivo de 2016 Aqui

O novo formato de dissertação/teses e de capa está detalhado no Guia de Normalização elaborado pela Biblioteca e aprovado na CPG, disponível no link: AQUI

3 EDITAIS ANTERIORES

Edital para o mestrado de 2015
Edital para o mestrado de 2014

Provas dos processos seletivos anteriores

2016

2015

2014